Sua Majestade, O Bardo

Minha foto
Valença, Bahia, Brazil
Escritor e Professor de Literaturas Anglófonas. Autor do livro "Estrelas no Lago" (Salvador: Cia Valença Editorial, 2004) e coautor de "4 Ases e 1 Coringa" (Valença: Prisma, 2014). Licenciado em Letras/Inglês pela UNEB-Campus Salvador. Falando de mim em outra forma: "Aspetti, signorina, le diro con due parole chi son, Chi son, e che faccio, come vivo, vuole? Chi son? chi son? son un poeta. Che cosa faccio? scrivo. e come vivo? vivo."

sexta-feira, 25 de dezembro de 2015

Requiem para a Musa Primeira

Réquiem para a Musa Primeira
(Para Karina Ribeiro Mendes, in memoriam)

Salvador, 25 de dezembro de 2015 (22h49)

Quisera ainda te dar um canto novo
Para enfeitar teu sorriso irradiante;
Quisera ainda te dar uma orquídea
De estrelas para perfumar tua alegria;
Quisera ainda te dar, minha musa primeira,
Mais um soneto que falasse de teu olhar;
Como quisera ainda te falar uma palavra apenas…

Mas já não há mais sorrisos, nem olhar ou alegria.
Já não há mais sonetos, nem cantos ou orquídeas.
Há apenas a lembrança de ti – ainda que distante,
Nunca fora esquecida.

Hoje tu és uma pulsar sorridente no céu
A dançar um carrossel mágico dentre cometas.
Será um arcanjo doce de um poema galáctico,
Ouvirei no firmamento infinito teu riso
Como uma prece embalando teus familiares.

Sei que estará lá, eternamente como uma musa,
Encantando os querubins com sua graça brejeira.
Sei que reencontrará teus entes queridos
Que já cruzaram o misterioso Oriente Eterno.
Sei que será sempre um farol na tristeza
Que embalará os corações náufragos na saudade.

Segue, musa primeira, tua derradeira estrada
Dentre esses mistérios que temperam a vida.
Segue que o manto de nossas lágrimas traz
Cosidos teus olhar, tua alegria, teu sorriso,
Como lembrança inesquecível de foste,

.                                           musa primeira de meus poemas.

segunda-feira, 14 de dezembro de 2015

Falena

Falena

Salvador, 2011 (?)

Foi assim:
Não houve conhaque de centauros
Nem beijo de fada.
Não houve pote de leprechaun
Nem sinfonia de elfos.
E muito menos orgasmos de Afrodite.

De repente,
Não mais que de um rápido repente,
A lua cheia rasgou a tormenta
E com a chuva tocou uma harpa.
Um luar certeiro
Iluminou o lodo urbano
E de dentro de uma crisálida
Um poema novo nascia como uma pérola…

Semente do Universo

Semente do Universo

Valença; 02 de agosto de 2014 (03h03)

Vou a Marte pelos caminhos venéreos,
Cruzando uma planície de nebulosas
Como um sagitário sedento por luxúria. 
E como uma quimera gótica em perdição, 
Escrevo meus versos como tradução,
Do silêncio melodioso das esferas.
E assim eu contemplo, de meu farol galáctico,
Os bailes e contradanças da Vida,
Percebendo que o Amor (e não o Tempo)
É a verdadeira semente de universo…

Biblioteca do Bardo Celta (Leituras recomendadas)

  • Revista Iararana
  • Valenciando (antologia)
  • Valença: dos primódios a contemporaneidade (Edgard Oliveira)
  • A Sombra da Guerra (Augusto César Moutinho)
  • Coração na Boca (Rosângela Góes de Queiroz Figueiredo)
  • Pelo Amor... Pela Vida! (Mustafá Rosemberg de Souza)
  • Veredas do Amor (Ângelo Paraíso Martins)
  • Tinharé (Oscar Pinheiro)
  • Da Natureza e Limites do Poder Moderador (Conselheiro Zacarias de Gois e Vasconcelos)
  • Outras Moradas (Antologia)
  • Lunaris (Carlos Ribeiro)
  • Códigos do Silêncio (José Inácio V. de Melo)
  • Decifração de Abismos (José Inácio V. de Melo)
  • Microafetos (Wladimir Cazé)
  • Textorama (Patrick Brock)
  • Cantar de Mio Cid (Anônimo)
  • Fausto (Goëthe)
  • Sofrimentos do Jovem Werther (Goëthe)
  • Bhagavad Gita (Anônimo)
  • Mensagem (Fernando Pessoa)
  • Noite na Taverna/Macário (Álvares de Azevedo)
  • A Casa do Incesto (Anaïs Nin)
  • Delta de Vênus (Anaïs Nin)
  • Uma Espiã na Casa do Amor (Anaïs Nin)
  • Henry & June (Anaïs Nin)
  • Fire (Anaïs Nin)
  • Rubáiyát (Omar Khayyam)
  • 20.000 Léguas Submarinas (Jules Verne)
  • A Volta ao Mundo em 80 Dias (Jules Verne)
  • Manifesto Comunista (Marx & Engels)
  • Assim Falou Zaratustra (Nietzsche)
  • O Anticristo (Nietzsche)