Sua Majestade, O Bardo

Minha foto
Valença, Bahia, Brazil
Escritor e Professor de Literaturas Anglófonas. Autor do livro "Estrelas no Lago" (Salvador: Cia Valença Editorial, 2004) e coautor de "4 Ases e 1 Coringa" (Valença: Prisma, 2014). Licenciado em Letras/Inglês pela UNEB-Campus Salvador. Falando de mim em outra forma: "Aspetti, signorina, le diro con due parole chi son, Chi son, e che faccio, come vivo, vuole? Chi son? chi son? son un poeta. Che cosa faccio? scrivo. e come vivo? vivo."

segunda-feira, 26 de janeiro de 2009

Poema em Bossa Nova

Poema em Bossa Nova
(após ouvir Vinícius de Moraes)

Salvador, 03 de janeiro de 2003

A lua nasce em Ipanema
Com as ondas embalando a praia.
O Sol se despede do mar
E o violão, por enquanto, ensaia
Na sala um lamento novo,
Tranqüilo, aguardando o olhar
Que queria ser um beijo.

O ar se enche de ternura
E um velho amigo
Conta suas amarguras
Na mesa boêmia do bar.
A vida tem destas coisas:
Na falta da voz divina de Edith Piaf,
Ainda temos um verso de Vinícius
para consolar.

A lua continua lá fora, companheira,
E um violão se une ao piano.
E quando um samba carioca,
Pela noite, distante no morro, toca;
É porque existe um coração apaixonado
Que sofre por seu amor.
E onde tem um coração solitário,
Existe um copo de cachaça e uma trova,
Existem litros de poesia e melancolia,
Existe um pouco de Bossa Nova.

Bossa boa, canção nova pelo ar
Que caminha solitária em Ipanema,
Que faz do sofrimento uma paisagem,
Do amor e da boemia uma viagem
E da Vida, um brejeiro poema.

2 comentários:

Cristiano Gomes disse...

Interessante o blog! Vou continuar acompanhando, como amante da poesia - e escritor nas horas inspiradas. Adorei esse sistema de reações, gostaria de tê-lo no meu blog...

Lina disse...

Dançante... Muito bonito!

Biblioteca do Bardo Celta (Leituras recomendadas)

  • Revista Iararana
  • Valenciando (antologia)
  • Valença: dos primódios a contemporaneidade (Edgard Oliveira)
  • A Sombra da Guerra (Augusto César Moutinho)
  • Coração na Boca (Rosângela Góes de Queiroz Figueiredo)
  • Pelo Amor... Pela Vida! (Mustafá Rosemberg de Souza)
  • Veredas do Amor (Ângelo Paraíso Martins)
  • Tinharé (Oscar Pinheiro)
  • Da Natureza e Limites do Poder Moderador (Conselheiro Zacarias de Gois e Vasconcelos)
  • Outras Moradas (Antologia)
  • Lunaris (Carlos Ribeiro)
  • Códigos do Silêncio (José Inácio V. de Melo)
  • Decifração de Abismos (José Inácio V. de Melo)
  • Microafetos (Wladimir Cazé)
  • Textorama (Patrick Brock)
  • Cantar de Mio Cid (Anônimo)
  • Fausto (Goëthe)
  • Sofrimentos do Jovem Werther (Goëthe)
  • Bhagavad Gita (Anônimo)
  • Mensagem (Fernando Pessoa)
  • Noite na Taverna/Macário (Álvares de Azevedo)
  • A Casa do Incesto (Anaïs Nin)
  • Delta de Vênus (Anaïs Nin)
  • Uma Espiã na Casa do Amor (Anaïs Nin)
  • Henry & June (Anaïs Nin)
  • Fire (Anaïs Nin)
  • Rubáiyát (Omar Khayyam)
  • 20.000 Léguas Submarinas (Jules Verne)
  • A Volta ao Mundo em 80 Dias (Jules Verne)
  • Manifesto Comunista (Marx & Engels)
  • Assim Falou Zaratustra (Nietzsche)
  • O Anticristo (Nietzsche)