Sua Majestade, O Bardo

Minha foto
Valença, Bahia, Brazil
Escritor e Professor de Literaturas Anglófonas. Autor do livro "Estrelas no Lago" (Salvador: Cia Valença Editorial, 2004) e coautor de "4 Ases e 1 Coringa" (Valença: Prisma, 2014). Licenciado em Letras/Inglês pela UNEB-Campus Salvador. Falando de mim em outra forma: "Aspetti, signorina, le diro con due parole chi son, Chi son, e che faccio, come vivo, vuole? Chi son? chi son? son un poeta. Che cosa faccio? scrivo. e come vivo? vivo."

sábado, 20 de julho de 2013

Balada dos Sonhos e Utopias

Balada dos Sonhos e Utopias
(Estação Poesia I)

Valença, 20 de julho de 2013 (01h23 AM)


Sonhos de todas as treze estrelas,
Sonhos de todos dos treze delírios,
Sonhos de todas as treze fadas,
Sonhos que é a lua triste dos poetas
Nascendo no cantos víneos dos loucos.
Sonhos que fecundam doce e acidamente
As maravilhas do âmbar cinzento.
Sonhos que nascem das melodias grafite
E dizem dos pântanos cinza da Aurora;
Sonhos herméticos e assimétricos rompeando 
Dos quasares metafísicos de Marcelo Gleiser,
Sonhos que fundam Impérios e Utopias no infinito,
Sonhos que riscam a Inquisição medíocre do mapa
Para trazer o sorriso colorido da Liberdade;
Sonhos amarelos e amargos do luar boêmio.
E que nas cantigas dos bardos tupis,
Rasgam o vermelho revolucionário da esperança.
Sonhos que pintam a realidade com dureza
E que, nem com o aço de Stálin,
Forçam as portas kafkanianas da Lei.
Sonhos de uma estação gastronômica
(poesia de pratos e temperos harmônicos)
Que entram por uma casa verde
Para devorar as texturas dos queijos,
Sonhos de Engenharia, Jurisprudência e Amizade,
Que, na verdade profética dos vinhos,
Reconstróem a esperança humanística dos poemas.
Sonhos de um Direito que é a porta esquerda 
Por onde o povo ascende à cidadania plena.
Sonhos que funda liberdades e desejos
E que, na poesia noturna das rua,
Implodem as amarras burguesas da auroras
E instauram os desejos secretos da Humanidade Livre.
Sonhos e desejos, utopias vivas da realidade....

Nenhum comentário:

Biblioteca do Bardo Celta (Leituras recomendadas)

  • Revista Iararana
  • Valenciando (antologia)
  • Valença: dos primódios a contemporaneidade (Edgard Oliveira)
  • A Sombra da Guerra (Augusto César Moutinho)
  • Coração na Boca (Rosângela Góes de Queiroz Figueiredo)
  • Pelo Amor... Pela Vida! (Mustafá Rosemberg de Souza)
  • Veredas do Amor (Ângelo Paraíso Martins)
  • Tinharé (Oscar Pinheiro)
  • Da Natureza e Limites do Poder Moderador (Conselheiro Zacarias de Gois e Vasconcelos)
  • Outras Moradas (Antologia)
  • Lunaris (Carlos Ribeiro)
  • Códigos do Silêncio (José Inácio V. de Melo)
  • Decifração de Abismos (José Inácio V. de Melo)
  • Microafetos (Wladimir Cazé)
  • Textorama (Patrick Brock)
  • Cantar de Mio Cid (Anônimo)
  • Fausto (Goëthe)
  • Sofrimentos do Jovem Werther (Goëthe)
  • Bhagavad Gita (Anônimo)
  • Mensagem (Fernando Pessoa)
  • Noite na Taverna/Macário (Álvares de Azevedo)
  • A Casa do Incesto (Anaïs Nin)
  • Delta de Vênus (Anaïs Nin)
  • Uma Espiã na Casa do Amor (Anaïs Nin)
  • Henry & June (Anaïs Nin)
  • Fire (Anaïs Nin)
  • Rubáiyát (Omar Khayyam)
  • 20.000 Léguas Submarinas (Jules Verne)
  • A Volta ao Mundo em 80 Dias (Jules Verne)
  • Manifesto Comunista (Marx & Engels)
  • Assim Falou Zaratustra (Nietzsche)
  • O Anticristo (Nietzsche)