Sua Majestade, O Bardo

Minha foto
Valença, Bahia, Brazil
Escritor e Professor de Literaturas Anglófonas. Autor do livro "Estrelas no Lago" (Salvador: Cia Valença Editorial, 2004) e coautor de "4 Ases e 1 Coringa" (Valença: Prisma, 2014). Licenciado em Letras/Inglês pela UNEB-Campus Salvador. Falando de mim em outra forma: "Aspetti, signorina, le diro con due parole chi son, Chi son, e che faccio, come vivo, vuole? Chi son? chi son? son un poeta. Che cosa faccio? scrivo. e come vivo? vivo."

sexta-feira, 15 de agosto de 2008

Fragmentos de um diário - notícias do reino de Janbom

Mais uma madrugada de agosto. Silêncio. Insônia. O que acontece no Reino de Janbom?

Na minha vida civil (aquela que meu corpo precisa viver), estou correndo para terminar o meu estágio IV e preparo-me para atacar minha monografia (graças a Deus pude comprar alguns dos livros que estavam me faltando!!!!). Equanto isso, penso no meu próximo passo: Onde devo fazer meu mestrado? Devo arriscar na UNEB? Como faço para que Elisabete se apaixone por mim? Meu Deus!! E ainda há a eleição municpal deste ano e preciso participar mais na campanha de Salete Lucena... Tantas decisões para tão pouco tempo...

Já no Reino de Janbom, no meio da madrugada, o escritor R Vidal passeia pelas ruas da capital. Ao chegar num cruzamento, debaixo de lampião, ele saca uma garrafa de Chianti e sorve um longo gole de sua fada escarlate. Ao longe, Lima Barreto e Olavo Bilac estão discutindo literatura. Discussão alegre que o escritor irá daqui a pouco participar. E em alguma esconderijo, Che Guevara e Lula planejam a próxima revolução que mudará o mundo. Revolução que o escritor certamente apoiará. Tudo isso sobre um luar plácido das serenatas de Chopin

- O que é uma monografia sobre erotismo feminino, um estágio de ensino de Inglês ou a vida acadêmica diante da beleza das trevas numa noite de tempestade? Pergunta o escritor.

Na sua terra de sonhos, poesia é medida em ouro e as musas estão aos seus pés. No Reino de Jambom, a vida civil é que seria apenas uma página de ficção...

Nenhum comentário:

Biblioteca do Bardo Celta (Leituras recomendadas)

  • Revista Iararana
  • Valenciando (antologia)
  • Valença: dos primódios a contemporaneidade (Edgard Oliveira)
  • A Sombra da Guerra (Augusto César Moutinho)
  • Coração na Boca (Rosângela Góes de Queiroz Figueiredo)
  • Pelo Amor... Pela Vida! (Mustafá Rosemberg de Souza)
  • Veredas do Amor (Ângelo Paraíso Martins)
  • Tinharé (Oscar Pinheiro)
  • Da Natureza e Limites do Poder Moderador (Conselheiro Zacarias de Gois e Vasconcelos)
  • Outras Moradas (Antologia)
  • Lunaris (Carlos Ribeiro)
  • Códigos do Silêncio (José Inácio V. de Melo)
  • Decifração de Abismos (José Inácio V. de Melo)
  • Microafetos (Wladimir Cazé)
  • Textorama (Patrick Brock)
  • Cantar de Mio Cid (Anônimo)
  • Fausto (Goëthe)
  • Sofrimentos do Jovem Werther (Goëthe)
  • Bhagavad Gita (Anônimo)
  • Mensagem (Fernando Pessoa)
  • Noite na Taverna/Macário (Álvares de Azevedo)
  • A Casa do Incesto (Anaïs Nin)
  • Delta de Vênus (Anaïs Nin)
  • Uma Espiã na Casa do Amor (Anaïs Nin)
  • Henry & June (Anaïs Nin)
  • Fire (Anaïs Nin)
  • Rubáiyát (Omar Khayyam)
  • 20.000 Léguas Submarinas (Jules Verne)
  • A Volta ao Mundo em 80 Dias (Jules Verne)
  • Manifesto Comunista (Marx & Engels)
  • Assim Falou Zaratustra (Nietzsche)
  • O Anticristo (Nietzsche)